research-riskreduction-1200

Os aparelhos auditivos podem ajudar a diminuir o risco de demência

Tempo de leitura: 3 minutos
"por " Albert Stein
05/04/18

Aparelhos auditivos são uma defesa contra a demência.

Uma pesquisa publicada na revista médica The Lancet mostra de uma forma mais clara, como a perda de audição e a demência parecem estar ligadas e analisa os factores que contribuem para a demência, com o objetivo de identificar maneiras de preveni-la.

Esses factores de risco são variados e alguns não podem ser alterados, como por exemplo, uma pré-disposição genética.

No entanto, muitos destes factores podem ser alterados. Isso indica que existem muitas coisas que as pessoas podem fazer para reduzir o risco de demência, tais como: mais educação infantil, exercícios, vida social mais activa, redução do tabagismo, controle da perda de audição, depressão, diabetes e obesidade, são algumas acções que poderão ter o potencial de retardar ou prevenir um terço dos casos de demência.

Neste estudo descobriu-se ainda, que a perda de audição é o factor de risco mais significativo e que pode ser corrigido.

Outros estudos médicos já haviam, há algum tempo, vindo a constatar as ligações entre a perda de audição e o declínio cognitivo, mas este estudo vai mais longe do que nunca, ao reforçar esta ligação.

The Lancet é um jornal de prestígio com diversos artigos para a profissão médica.

Pode ler o estudo aqui: Prevenir a demência (ENG)

0 comentários

Comments